00:00:00
18 Aug

O Mappin voltou com mais de 15 mil itens à venda!

O Mappin retornou através de vendas online, com o recurso do e-commerce, a marca voltará com produtos de decoração e para casa em seu site próprio. As formas de pagamento poderão ser em forma de boletos bancários ou cartões de crédito e débito. A linha contará com artigos de cama, mesa e banho, além de móveis de diversas marcas e com materiais sofisticados e com preço justo.

Abdul Hadi Fares explica que o site atuará voltado totalmente nas necessidades de seus clientes. E que o ressurgimento do Mappin contará em seu site, com SAC e uma “Central de Atendimento”, onde é possível consultar o prazo de entrega, conversar com um atendente online em seu chat, e contatar a central por telefone ou por e-mail.

Abdul Fares, neto do fundador das Lojas Marabraz e graduado em Administração de Empresas explica que a rede voltou sob o comando da marca Marabraz, através do desenvolvimento em inovações tecnológicas, seu retorno tomará outra forma. Em 2009 a rede foi adquirida pela Marabraz, e cerca de R$ 4 milhões foram investidos para a criação da plataforma. Em 1913, o Mappin teve sua primeira loja localizada no Centro de São Paulo, em frente ao Teatro Municipal. Os Paulistanos que vivenciaram essa época, conhecem que a marca era uma linha única, por tratar-se de itens de luxo.

Em sua fase inicial, haverá cerca de 15 mil itens à venda, o Mappin também poderá funcionar como um marketplace a partir do próximo semestre, o que deve fazer a loja mostrar mais de 500 mil itens em suas páginas. Esperando o que para ir conferir o sucesso da volta do Mappin? Entre no site, e depara-se com o que há de melhor no mercado de decorações e itens domésticos.

You may be interested

Bolsonaro diz que ‘não pode existir’ prisão para PM que algemar de ‘forma irregular’
Presidente
8 Visualizações
Presidente
8 Visualizações

Bolsonaro diz que ‘não pode existir’ prisão para PM que algemar de ‘forma irregular’

Carlos Nascimento - 16/08/2019

Projeto do abuso de autoridade, aprovado pela Câmara, prevê pena de seis meses a dois anos de detenção para quem submeter o preso ao uso de algemas…

‘Crime impossível’, diz polícia sobre mulher que insistiu em retirar prêmio da Mega-Sena com bilhete falsificado em MT
Policia
7 Visualizações
Policia
7 Visualizações

‘Crime impossível’, diz polícia sobre mulher que insistiu em retirar prêmio da Mega-Sena com bilhete falsificado em MT

Carlos Nascimento - 16/08/2019

Segundo a polícia, ficou entendido que a jovem utilizou 'de meio absolutamente ineficaz' para tentar aplicar o golpe, configurando crime impossível. Bilhete foi falsificado, segundo a Polícia…

Laudo preliminar de perícia sugere que liderança indígena do Amapá não foi assassinada
Crimes
8 Visualizações
Crimes
8 Visualizações

Laudo preliminar de perícia sugere que liderança indígena do Amapá não foi assassinada

Carlos Nascimento - 16/08/2019

PF informou nesta sexta-feira (16) que indícios são de afogamento. Cacique morreu em julho. Polícia Federal enviou equipes para investigar morte de líder indígena e possível invasão…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Most from this category