00:00:00
19 Sep

João de Deus deixa presídio para fazer exame em hospital de Aparecida de Goiânia

Segundo a defesa, procedimento foi pedido porque preso reclamou de tonturas após quedas dentro da cadeia. Ele responde por abusos sexuais durante atendimentos religiosos.

João de Deus chega a hospital para fazer exames, em Aparecida de Goiânia — Foto: Renata Costa/TV Anhanguera
João de Deus chega a hospital para fazer exames, em Aparecida de Goiânia — Foto: Renata Costa/TV Anhanguera

João de Deus deixou o presídio nesta sexta-feira (23) para fazer um exame em um hospital de Aparecida de Goiânia. Ele é acusado de vários abusos sexuais durante atendimento religiosos. Segundo a defesa, o procedimento foi feito após o réu reclamar de tonturas devido a quedas dentro da cadeia.

“Foi solicitada a tomografia por conta da última queda que ele sofreu agora no início desse mês e bateu a cabeça. Depois disso ele começou a sentir muitas tonturas, fraquezas, então o médico decidiu pedir para saber se foi algo vinculado à cabeça pela queda ou se pela própria deterioração do estado de saúde dele”, disse o advogado Anderson Van Gualberto de Mendonça.

O preso chegou escoltado ao Hospital São Silvestre às 9h25 para fazer uma tomografia computadorizada. Ele fez o exame e deixou a unidade cerca de 20 minutos depois.

A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária informou que ainda aguarda a notificação da defesa do João de Deus sobre as reclamações que ele apresenta para que possa ter conhecimento formal e sejam tomadas as providências cabíveis.

Em julho, a Justiça determinou que o preso pudesse receber visitas médicas dentro do presídio. A DGAP disse que está obedecendo a decisão judicial e que o acompanhamento é feito com agendamento junto à instituição.

João de Deus fez exame de tomografia em Aparecida de Goiânia — Foto: Renata Costa/TV Anhanguera
João de Deus fez exame de tomografia em Aparecida de Goiânia — Foto: Renata Costa/TV Anhanguera

Prisão

João de Deus está preso desde 16 dezembro de 2018. O detento sempre negou que tivesse abusado sexualmente de mulheres e adolescentes que o procuravam na Casa Dom Inácio de Loyola para atendimentos espirituais.

Em março, João de Deus foi levado para um hospital de Goiânia. Ele ficou mais de dois meses internado com um aneurisma no abdômen. Por determinação da Justiça, voltou ao presídio em 6 de junho, onde está desde então.

A defesa dele vem tentando que ele seja transferido para a prisão domiciliar, mas teve o pedido negado diversas vezes. A mais recente foi no último de 8 de agosto.

Processos

Ao todo, o Ministério Público de Goiás ofereceu 11 denúncias contra João de Deus, sendo nove por crimes sexuais:

  • Cinco por crimes sexuais: algumas delas já com audiências judiciais realizadas.
  • Uma por crimes sexuais, corrupção de testemunha e coação: ainda não teve audiência;
  • Uma por crimes sexuais e falsidade ideológica: em fase de citação (comunicação ao réu);
  • Duas por posse ilegal de armas de fogo e munição: já tiveram audiências realizadas.

You may be interested

Alunos reproduzem obras de pintores famosos nas portas de escola municipal na Zona Norte de SP
Educação
9 Visualizações
Educação
9 Visualizações

Alunos reproduzem obras de pintores famosos nas portas de escola municipal na Zona Norte de SP

Carlos Nascimento - 17/09/2019

Cerca de 40 portas foram pintadas com obras de Portinari, Tarsila do Amaral e Munch. Segundo coordenadora do projeto, a ideia é transformar os corredores da EMEF…

Primeiro da fila do mutirão do emprego no Anhangabaú, idoso busca vaga de motorista ‘para não depender’ dos filhos
Brasil
9 Visualizações
Brasil
9 Visualizações

Primeiro da fila do mutirão do emprego no Anhangabaú, idoso busca vaga de motorista ‘para não depender’ dos filhos

Carlos Nascimento - 17/09/2019

Desempregado há quatro meses, José Augusto de Lima tenta uma das 4 mil vagas disponíveis. Idoso busca vaga de emprego após enfrentar fila no Anhangabaú — Foto:…

Preços do petróleo têm leve queda após disparada por ataques na Arábia Saudita
Economia
9 Visualizações
Economia
9 Visualizações

Preços do petróleo têm leve queda após disparada por ataques na Arábia Saudita

Carlos Nascimento - 17/09/2019

Na véspera, barril do tipo Brent, referência no mercado mundial, disparou 14,6%, maior alta desde a criação deste tipo de contrato, em 1988. Preço do petróleo recua…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Most from this category