00:00:00
22 Oct

PF faz buscas em SP e cumpre 22 mandatos de fraudes de INSS no valor de R$55 milhões

Esquema criava tempo de contribuição fictício para a concessão de aposentadorias de forma irregular; servidores, advogados e contadores são investigados

Segundo investigação da PF, esquema fazia contagem de tempo falsa para conceder aposentadorias; benefícios irregulares serão cortados (Gustavo Roth/Folhapress)

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta segunda-feira, 23, a Operação Cronocinese, que visa combater fraudes no  Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Cerca de 80 policiais cumprem 22 mandados de busca e apreensão na região metropolitana de São Paulo, expedidos pelo Juízo da 9ª Vara Federal Criminal de São Paulo, nas casas e escritórios dos envolvidos e em 4 agências do instituto. A ação visa colher provas quanto à participação de advogados, contadores e servidores do INSS. Segundo a PF, o prejuízo real causado pelo golpe é de 55 milhões de reais.  Ainda segundo a Polícia Federal, o crime tinha potencial de gerar um rombo de 347 milhões de reais nos cofres públicos se não fosse descoberto. 

As investigações, conduzidas em conjunto pela PF e pelo Ministério da Economia, mostram a existência de um esquema para o pagamento irregular de aposentadoria, utilizando de tempo de contribuição fictício, por meio de vínculos de trabalho inexistentes. Centenas de segurados podem ter fraudado o INSS dessa forma, recebendo o benefício sem ter direito. 

Segundo a PF, o esquema ocorria por meio da transmissão de Guias de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (GFIPs) de empresas inativas. As GFIPs são utilizadas pelas companhias para o recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e para disponibilizar à Previdência Social informações relativas aos segurados, inclusive para comprovar o tempo de contribuição dos funcionários.Veja também

De acordo com a PF, os investigados poderão ser indiciados pelos crimes de organização criminosa, estelionato e inserção de dados falsos em sistemas de informação, cujas penas variam de dois a 12 anos de reclusão. Além disso, a instituição informa que todos os benefícios suspeitos serão revisados administrativamente pelo INSS e poderão ter seus pagamentos suspensos. O nome da operação, “Cronocinese”, refere-se a capacidade de manipular o fluxo de tempo, nesse caso, a criação fictícia de tempo de contribuição.  

De acordo com as investigações, cinco advogados foram identificados como sendo os responsáveis pela captação de clientes e pela formalização dos requerimentos de aposentadoria junto ao órgão. Os dados falsos eram inseridos nos sistemas do INSS por dois escritórios de contabilidade e aprovados por seis servidores do instituto.

You may be interested

Cidade do Pôr do Sol mais bonito do Brasil sedia 28º Torneio de Pesca ao Tucunaré
Brasil
Brasil

Cidade do Pôr do Sol mais bonito do Brasil sedia 28º Torneio de Pesca ao Tucunaré

Carlos Nascimento - 22/10/2019

Com objetivo de divulgar o potencial turístico da Estância de Presidente Epitácio e promover o lazer e a confraternização entre os amantes da pesca esportiva, a Secretaria…

Gabarito do concurso SME-SP 2019 para Auxiliar Técnico em Educação é divulgado
Educação
Educação

Gabarito do concurso SME-SP 2019 para Auxiliar Técnico em Educação é divulgado

Carlos Nascimento - 22/10/2019

22/10/2019 14:00A Escola de Dança Teatro Guaíra já abriu processo seletivo para contratação de três professores, sendo duas vagas para Dança Clássica e uma para Dança Clássica/Contemporânea.…

CPI do BNDES não sugere indiciamento de Lula e Dilma
Crimes
Crimes

CPI do BNDES não sugere indiciamento de Lula e Dilma

Carlos Nascimento - 22/10/2019

Gary, localizada no estado americano de Indiana, foi considerada a cidade mais miserável dos Estados Unidos, numa lista de 50 municípios com altos índices de pobreza, segundo…

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Most from this category