BB adota medidas para suspender publicidade em sites de fake news

Após o Tribunal de Contas da União ter determinado a suspensão de publicidade do Banco do Brasil de determinados sites, blogs, portais e redes sociais que veiculam fake news, o banco informa ter adotado “as medidas necessárias”, tendo apresentado recurso na segunda-feira, 8.

A medida cautelar, de 27 de maio, relatada pelo ministro Bruno Dantas, excepcionou sites vinculados a concessionárias de radiodifusão e os relativos a jornais e revistas que existem há mais de dez anos.

Veja também: Grupos marcam novos atos contra Bolsonaro e querem mobilização longa

Segundo o TCU, o objetivo é evitar a monetarização indevida de sites, blogs, portais e redes sociais que notoriamente veiculam fake news.

O Banco do Brasil havia explicado anteriormente que a publicidade é adquirida de ferramentas de mídia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui