#BlackoutTuesday. Protesto está cobrindo redes sociais de preto

Se você está navegando pelas redes sociais nas últimas horas é provável que já tenha se deparado por múltiplas publicações de quadrados na cor preta. Chama-se Blackout Tuesday e trata-se da mais recente iniciativa de protesto dos internautas, em solidariedade às vítimas negras de violência policial.

Caso queira participar basta usar a hashtag #blackouttuesday e evitar usar o mais recorrente #blacklivesmatter, o qual é usado para reunir informação relevante sobre os protestos que estão decorrendo atualmente.

A par desta iniciativa está acontecendo ainda outra específica do mundo da indústria da música, a qual mereceu a sua própria hashtag de #TheShowMustBePaused.

Como conta o The Verge, esta iniciativa foi iniciada pela diretora sênior de marketing e ex-executiva da Atlantic Records, Jamila Thomas e Brianna Agyemang (respectivamente).

“A indústria da música é multi-bilionária. É uma indústria que lucrou predominantemente de arte negra. A nossa missão é responsabilizar a indústria num todo, incluindo grandes empresas e parceiros, que beneficiaram dos esforços, desafios e sucesso dos negros”, pode ler-se no site oficial da iniciativa.

Além de múltiplos artistas terem expressado a sua solidariedade com a iniciativa e a terem já partilhado nas respectivas páginas, grandes empresas do ramo como o Spotify, Apple Music, Tidal e Deezer também aderiram. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui