Com anúncio da saída de Mansueto, dólar atinge R$ 5,19 em nova alta

Com o anúncio da saída do secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, programada para agosto, e os sinais de uma possível segunda onda da Covid-19, o dólar segue em alta nesta segunda-feira (15). Às 11h35, a moeda norte-americana era vendida a R$ 5,193, com alta de 2,93%.

Operadores afirmam que a saída de Mansueto não muda as apostas majoritárias de corte da Selic de 0,75 ponto, para 2,25% na reunião do Copom desta quarta-feira (17), ainda que eleve as preocupações com a continuidade do ajuste fiscal das contas públicas.

Em entrevista ao Jornal da Manhã nesta segunda, o secretário afirmou que a “decisão foi pessoal e a transição será feita de forma “coordenada e tranquila”. Quatro integrantes do Ministério da Economia estão entre os cotados para suceder Mansueto Almeida no cargo do Tesouro Nacional: Caio Megale, Bruno Funchal, Jeferson Bittencourt e Pricilla Maria Santana.

No relatório Focus divulgado pelo Banco Central ainda nesta segunda-feira, os economistas projetam queda mais acentuada do PIB em 2020, passando de 6,48% para 6,51%. A estimativa para o câmbio caiu de R$ 5,40 para R$ 5,20.
Além disso, o Brasil já ocupa o segundo lugar em casos e mortes pela Covid-19 no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, com total de óbitos de 43.389 e o de contaminações, de 867.882, no domingo, o que também colabora para as variações no mercado.

*Com informações do Estadão Conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui