Dicas para não cair em golpes virtuais

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Links falsos de cervejaria com oferta fictícia de bebida grátis para quem adere ao isolamento social, lives de shows clonadas para surrupiar doações, pesquisas telefônicas fraudulentas sobre coronavírus que furtam dados do celular da vítima.

Os golpes virtuais, especialmente os estelionatos, dispararam durante a pandemia de Covid-19. Relatório inédito da Apura Cybersecurity Intelligence, empresa especializada em ameaças digitais, identificou, entre março e maio últimos, um aumento de mais de 41.000% de sites suspeitos com coronavírus e Covid no domínio atuando no Brasil: passaram de 2.236 para 920.866.O diretor de operações da Apura, Maurício Paranhos, diz que os crimes cibernéticos, que já vinham em ascensão, se multiplicaram após o início da pandemia. “Os cibercriminosos estão utilizando temas relacionados à Covid para chamar a atenção e atacar. Não poupam nem instituições de saúde.”

Dicas para evitar ciberataques

1 – Use soluções de segurança no celular como detecção automática de phishing em aplicativos de mensagem e redes sociais

2 – Tenha cuidado ao tocar em links compartilhados no WhatsApp ou nas redes sociais. Vá direto aos sites oficiais das empresas para baixar qualquer aplicativo

3 – Desconfie de promoções, brindes e descontos muito bons. Pesquise antes na própria internet sobre a empresa anunciante

4 – Empresas devem instruir seus funcionários a alterarem sempre as senhas, não clicarem em nenhum link, desconfiar de emails que solicitem informações pessoais e não abrir anexos suspeitos

5 – Se for vítima de crimes digitais, faça boletim de ocorrência. Em muitos estados, é possível fazer o registro online

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui