Em carta aberta, Beyoncé pede justiça por jovem negra morta por policiais

A cantora Beyoncé publicou uma carta aberta em seu site cobrando justiça pela morte de Breonna Taylor, mulher negra de 26 anos que foi assassinada por policiais em uma ação controversa. Disfarçados, policiais invadiram o apartamento em que a jovem dormia e dispararam 20 vezes contra ela, que estava desarmada e foi atingida por oito disparos.

O caso aconteceu em março de 2020, em Louisville, Kentucky, nos EUA, e também motivou as manifestações antirracistas em todo o país que tiveram início com a morte de George Floyd, em maio.

Destinada a Daniel Cameron, procurador-geral do Kentucky, Beyoncé pediu a punição dos policiais Jonathan Mattingly, Myles Cosgrove e Brett Hankisson, responsáveis pela morte de Taylor, além de transparência no processo criminal contra eles. A cantora também pediu uma investigação sobre as ações da polícia de Louisville.

“Três meses se passaram – e as investigações criaram mais perguntas do que respostas. Três meses se passaram – e zero prisões foram feitas, e nenhum oficial foi demitido.”

“Três meses se passaram – e a família de Breonna Taylor ainda espera por justiça. A família de Taylor não conseguiu levar tempo para processar e lamentar. Em vez disso, eles têm trabalhado incansavelmente para reunir o apoio de amigos, sua comunidade e o país para obter justiça a ela. Seu escritório tem o poder e a responsabilidade de trazer justiça a Breonna Taylor e demonstrar o valor da vida de uma mulher negra.”

“Não deixe esse caso cair no padrão de nenhuma ação após a terrível tragédia. A cada morte de um negro nas mãos da polícia, há duas tragédias reais: a própria morte e a inação e os atrasos que a seguem. Esta é sua chance de acabar com esse padrão. Tome uma ação rápida e decisiva ao cobrar oficiais. Os próximos meses não podem parecer os últimos três”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui