Estudo conclui que em agosto já havia sinais de Covid-19 em Wuhan

Um novo estudo da Harvard Medical School, sugere que a Covid-19 pode ter começado a circular na China em agosto. A conclusão baseia-se em imagens de satélite do tráfego nos parques de estacionamento dos hospitais de Wuhan e as pesquisas por sintomas associados à Covid-19, informa a CNN.

O estudo percebeu que o número de carros estacionados nos hospitais da cidade, no verão passado, foi bastante superior ao registrado em anos anteriores e que houve, simultaneamente, um registro fora do normal de pesquisas no portal chinês Baidu de sintomas que estão hoje em dia associadas ao novo coronavírus, como a tosse e a diarreia.

Embora os pesquisadores admitam que as pesquisas pelo termo ‘tosse’ sejam sazonais, e coincidem com as épocas de gripe, o termo ‘diarreia’ é um sintoma mais específico da Covid-19.

O estudo, liderado por John Brownstein, do Boston Children’s Hospital, registrou um aumento de casos em agosto de 2019 com um pico em dezembro desse mesmo ano, o que os leva a crer que antes da confirmação oficial da doença, já havia sinais da sua existência.

Estes assumem que é muito fácil “não perceber estes primeiros sinais” de uma pandemia e que estes resultados devem ser uma prova de que é preciso reforçar os serviços nacionais de saúde e a vigilância da saúde pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui