Estudo no Reino Unido não viu benefício em hidroxicloroquina

Cientista-chefe da Organização Mundial de Saúde (OMS), Soumya Swaminathan informou nesta sexta-feira, 5, durante entrevista coletiva da entidade, que um grande estudo conduzido no Reino Unido não encontrou benefícios no uso da hidroxicloroquina para o tratamento da covid-19. “Eles concluíram que não há benefício do uso da hidroxicloroquina na mortalidade em pacientes hospitalizados de covid”, afirmou ela.

Swaminathan explicou que se referia ao ensaio clínico Recovery, realizado em território britânico. Ela disse que, como esse é um estudo grande e similar no seu desenho ao ensaio clínico Solidariedade, da própria OMS, a entidade tomou nota da informação. A cientista-chefe informou que os resultados reportados para ela eram preliminares e que agora aguarda os dados consolidados. “Certamente nosso comitê estará atento a esses resultados, conforme eles avançam.”

Por ora, o ensaio clínico Solidariedade da OMS continuará a testar a hidroxicloroquina entre seus medicamentos, disse Swaminathan, mas o comitê encarregado também avaliará os resultados de outros estudos sobre a questão para decidir sobre eventuais mudanças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui