Forças Armadas ficarão com desgaste da manipulação de dados da covid, reclamam militares da ativa

Militares da ativa reclamam a interlocutores que o desgaste pela manipulação de dados da Covid-19 vai cair na conta das Forças Armadas. Esse impacto já estava embutido, inclusive, nos temores dos militares diante da presença cada vez maior da categoria no Ministério da Saúde.
A permanência do general Eduardo Pazuello no comando da Saúde é vista com preocupação dentro das Forças Armadas. Isso porque o ministro está implementando medidas polêmicas defendidas pelo presidente Jair Bolsonaro. O ministério, hoje, já tem pelo menos 25 militares em sua equipe.
Primeiro, Pazuello mudou as orientações do ministério para o uso da cloroquina no tratamendo da Covid-19. Os dois ministros antecessores, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, se recusaram a fazer as mudanças. O uso do remédio é defendido por Bolsonaro no combate ao coronavírus.
Depois, houve a tentativa de baixar o número de mortes pela Covid-19 por meio de alteração nos critérios de divulgação dos dados, outro tema recorrente nas reclamações do presidente (veja no vídeo abaixo).
Ministério da Saúde atrasa divulgação do número de mortes por coronavírus e gera críticas
Ao adotar medidas rejeitadas por seus antecessores no Ministério da Saúde e defendidas pelo presidente, o general Pazuello acabou assumindo polêmicas que geraram críticas de especialistas, governadores, prefeitos, do Legislativo e do Judiciário.
Segundo um interlocutor dos militares da ativa, sendo um general, Pazuello funciona como um representante das Forças Armadas no combate ao coronavírus e traz para elas o desgaste de seguir as questionadas determinações do presidente.
O problema, reconhecem os militares, é que Pazuello, por ser das Forças Armadas, foi treinado para respeitar a hierarquia. Ou seja, o general não teria como deixar de seguir as determinações do presidente nem como fazer o que muitos dos militares gostariam: sair do cargo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui