Imagens revelam intimidade de Paul pelos olhos e lentes de Linda McCartney

“Talvez eu esteja impressionado com o jeito com o qual você me ama o tempo todo”, diz Paul McCartney no primeiro verso de “Maybe I’m Amazed”. A música é uma declaração de amor do ex-Beatle à Linda McCartney, sua esposa na época.

A canção foi lançada no primeiro disco solo do músico, que completa 50 anos em 2020 e começa com “Lovely Linda”, outra alusão à mulher.

A história de amor de Paul e Linda é uma das mais belas da música pop e rendeu diversas faixas românticas ao longo de três décadas de casamento. O casal chegou a lançar em conjunto o disco “Ram” (1971) e a formar a banda The Wings, após a separação dos Beatles.

O que muitos fãs não sabem, porém, é que Linda, habilidosa fotógrafa da revista Rolling Stone, registrou momentos de intimidade do casal e imagens históricas do baixista e compositor dos Beatles.

Muitas dessas fotografias foram publicadas em seu livro “Linda McCartney’s Sixties: Portrait of an Era” (“A Década de 1960 de Linda McCartney: Retrato de uma Era”, em tradução livre), de 1992.

Algumas dessas imagens icônicas podem ser acessadas em uma conta de Instagram dedicada à fotógrafa e ex-companheira de Paul.

Quando Paul e Linda se conheceram, em 1967, ela já tinha uma filha, Heather, adotada pelo músico após o matrimônio, dois anos depois. Em 1998, quando ela morreu vítima de um câncer, deixou outros três filhos frutos do casamento: Mary, Stella e James McCartney.

Confira algumas das imagens da intimidade de Paul registradas por Linda:

*Com Estadão Conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui