Inquérito de atos antidemocráticos: o que dizem os alvos de mandados de busca e apreensão

Operação foi deflagrada pela PF nesta terça-feira para cumprir 21 mandados de busca e apreensão em 5 estados e no DF. A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (16) uma operação para cumprir 21 mandados de busca e apreensão em cinco estados (SP, RJ, MG, SC, MA) e no Distrito Federal. A ação é parte do inquérito que apura atos antidemocráticos. Entre os alvos, estão o publicitário Sérgio Lima e o empresário Luís Felipe Belmonte, ambos ligados ao partido que o presidente Jair Bolsonaro pretende criar, e o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), além de youtuber e blogueiro.
Deputado, empresário e blogueiros bolsonaristas são alvos da Polícia Federal
Veja quem são os alvos e o que disseram:
Daniel Silveira (PSL-RJ)
É deputado federal aliado do presidente Jair Bolsonaro. Junto com o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL-RJ), quebrou placa criada em homenagem da vereadora Marielle Franco durante comício de Wilson Witzel, então candidato a governador do Rio de Janeiro, em 2018.
Em uma rede social, o deputado disse que foi alvo dos mandados porque está “incomodando algumas esferas do velho poder”.
Allan Santos
É blogueiro, apoiador de Bolsonaro e um dos fundadores do site “Terça Livre”.
Em um vídeo postado após a PF deixar sua casa, Allan dos Santos disse que seus advogados tentarão ter acesso aos autos do processo. Ele relatou que seu computador foi levado pela polícia.
Alberto Silva
É blogueiro ligado a Bolsonaro e atua no canal “Giro de Notícias”. Os policiais fizeram busca em seu endereço em Poços de Caldas (MG).
Em um vídeo na internet, o blogueiro afirmou ser “triste uma coisa dessas acontecer”. “Qual é a tentativa? De calar? Essa é a tentativa? De calar as pessoas que estão falando do Supremo Tribunal Federal?”, questionou. O youtuber finalizou o vídeo dizendo não ter nada a falar e que só quer “respostas sobre o que está acontecendo no Brasil”.
Ravox Brasil
É um canal bolsonarista no YouTube.
Em uma rede social, o youtuber do canal Ravox Brasil disse que está sendo censurado. “Estou sem os equipamentos de gravação e transmissão, além do meu celular. Estamos sendo censurados por uma instituição que deveria fazer justiça ao encontro de cidadãos de bem”, afirmou.
Otavio Fakhoury
É investidor do setor imobiliário, um dos fundadores do partido Aliança e colaborador do site conservador “Crítica Nacional”. Foi alvo de mandados também em operação no inquérito das fake news, no fim de maio.
A defesa do empresário Otavio Fakhoury disse que ainda não vai se manifestar porque não teve acesso ao processo.
Camila Abdo
Ela apresenta, na internet, o programa “Direto aos Fatos.
Camila Abdo afirmou em um vídeo publicado em seu perfil em uma rede social que a PF levou seus celulares e seu computador e que já prestou depoimento. Ela reforçou apoio ao presidente Bolsonaro.
Sérgio Lima
É publicitário que atua junto com Bolsonaro na construção do partido Aliança pelo Brasil, ainda não formalizado. Segundo o jornal “O Globo”, ele foi o responsável pelo logotipo, pelo site e pelo aplicativo de coleta de assinaturas da legenda encabeçada pelo presidente. Reportagem tenta contato.
Luís Felipe Belmonte
É empresário, advogado e um dos principais financiadores e organizadores do Aliança, partido que Bolsonaro pretende criar. É o primeiro suplente do senador Izalci Lucas (PSDB-DF). Também é dono de um time de futebol em Brasília. Reportagem tenta contato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui