Quadrinistas da Marvel querem banir uso de símbolo do ‘Justiceiro’ por policiais dos EUA

Quadrinistas da Marvel iniciaram uma campanha online pedindo que a Disney proíba o uso do logotipo do personagem “Justiceiro” por policiais americanos. Nos quadrinhos, o anti-herói mata criminosos dizendo fazer Justiça com as próprias mãos.

O movimento na web teve início após a Disney anunciar a doação de US$ 5 milhões para organizações de justiça social enquanto acontecem, nos Estados Unidos, centenas de protestos antirracistas após o assassinato de George Floyd.

Em resposta à campanha “Black Lives Matter” (“Vida Negras Importam”), os policiais criaram a “Blue Lives Matter” (“Vidas Azuis Importam”, em referência aos uniformes dos agentes) e pedem clamor público aos crimes contra a polícia. O símbolo do “Justiceiro” é usado tanto em campanhas online quanto afixado nos uniformes dos policiais.

“Se a Disney e a Marvel realmente querem fazer um gesto grande agora (além de destinar US$ 100 milhões à causas ao invés de 5), eles poderiam exigir que a polícia deixasse de utilizar o logo do Justiceiro imediatamente e processar departamentos que continuarem”, manifestou-se o quadrinista Matt Wilson (“Supreme Villainy”).

O pedido para abertura de processo por uso indevido de imagem foi endossado pelos escritores Mags Visaggio (“Vagrant Queen”), Eric Palicki (“Dead Beats”) e Kat Verhoeven (“Meat and Bone”).

No ano passado, o símbolo do “Justiceiro” usado pela polícia já tinha sido criticado por Gerry Conway, cocriador do personagem nas HQs. “Não importa se você acredita que o Justiceiro tem motivos ou não, ou se você admira seu código ético, ele é um fora-da-lei e um criminoso. A polícia não deveria usar o símbolo de um criminoso.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui