Zoom confirma novas ferramentas criadas a pedido do governo da China

A Zoom confirmou estar trabalhando em novas ferramentas destinadas a bloquear utilizadores com base na respectiva localização geográfica.

“A Zoom desenvolverá uma tecnologia ao longo dos próximos dias que nos permitirá remover ou bloquear participantes com base na geografia. Isto nos permitir obedecer a pedidos de autoridades locais quando determinarem que uma atividade na nossa plataforma é ilegal dentro das suas fronteiras”, pode se ler no comunicado.

A medida destina-se a responder às críticas de que a empresa foi alvo depois de ter suspendido contas que celebraram o massacre da praça Tiananmen a pedido do governo chinês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui